Carregando

Buscar

Futebol

Jogador acerta chute na cabeça de juiz e é preso no Sul; pena poderia chegar a 30 anos

Compartilhe

Uma cena fora do usual ocorreu na noite de segunda-feira (4) no jogo entre o Guarani e São Paulo-RS, válido pela segunda divisão do Campeonato Gaúcho. Isso porque William Ribeiro, do São Paulo, nocauteou Rodrigo Crivellaro Dias da Costa, o árbitro da partida.

Quando o jogo estava 1 a 0 para o Guarani, William viu o árbitro caído no chão e acertou um chute em sua nuca. De imediato, Rodrigo foi levado para o Hospital São Sebastião Mártir. 20 minutos depois do acontecimento, a Brigada Militar foi levada até o vestiário do São Paulo para solicitar a presença de William em um depoimento na delegacia.

O atleta foi conduzido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para exame, procedimento de rotina. Depois, acabou encaminhado à Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva). Em apuração feita pela “ESPN”, o delegado Vinicius Lourenço de Assunção, responsável pelo caso, afirmou que não teve dúvida de que William assumiu o risco de tirar a vida do juiz. Por isso, foi preso em flagrante.

Caso seja condenado, ele poderia pegar de 12 a 30 anos por crime qualificado. Contudo, como o juiz não morreu, a pena poderia ser reduzida. “(O jogador) Será autuado no artigo 21, além de se tratar de um motivo fútil, não é razoável alguém agredir dessa forma por conta de futebol, ainda mais contra o árbitro, que é autoridade. Será autuado pela tentativa de homicídio. Está na Polícia Civil e será encaminhado ao presídio local de Venâncio Aires”, disse.

Confira o lance: (IMAGENS FORTES)

João Felix

A partida será concluída nesta terça-feira (5), às 15h30 (horário de Brasília). Nas redes sociais, o São Paulo comunicou que o contrato do jogador foi rescindido. “Lamentável e acima de tudo, revoltante”, escreveu o clube por meio do Twitter.

Imagem de capa: Reprodução

Em destaque