Carregando

Buscar

Futebol

Atlético-MG e STJD chegam a acordo e técnico Cuca fica livre de gancho no Brasileirão

Compartilhe

O STJD decidiu modificar a pena de Cuca por ofesas ao árbitro Leandro Pedro Vuaden, na partida contra o Ceará, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O treinador foi punido, inicialmente, em quatro jogos, mas órgão optou pelo pagamento de R$ 30 mil de multa e a gravação de um vídeo de desculpas ao juiz, segundo informações do “Globo Esporte”.

O comandante, que foi expulso da partida e xingou o juiz ao deixar o campo, cumpriu a suspensão automática contra o Santos, e após recurso jurídico do Galo, ausentou-se de outra partida. Ele cumpriu 50% da pena prevista. 

Portanto, faltavam dois jogos para a punição completa. De acordo com o portal, o Procurador-Geral do STJD, Ronaldo Piacente, explicou que as duas partes chegaram no acordo que diz: Cuca precisará gravar um vídeo se retratando publicamente com Leandro Pedro Vuaden. Tal material ficará disponível por 30 dias no site do Tribunal, e também no portal da ANAF (Associação Nacional de Árbitros de Futebol).

Foto de capa: Pedro Sousa/Atlético-MG
João Felix

A suspensão de Cuca seria delicada para a reta final do Campeonato Brasileiro. Atualmente, o Atlético-MG é o líder do torneio com 49 pontos, com 10 pontos de diferença do Palmeiras, vice-líder. O Flamengo é o terceiro colocado com 38 pontos. 

Em destaque