Carregando

Buscar

Futebol Stick

Alexandre Mattos revela como ajudou a tirar Gabigol do Santos

Compartilhe

Alexandre Mattos, conhecido dirigente do Palmeiras, revelou em entrevista ao canal de TV “ESPN” que indicou Gabigol à Inter de Milão em 2016, visando enfraquecer o Santos, que concorreu junto ao Alviverde e ao Flamengo pelo título do Brasileirão daquele ano. O time italiano se interessava pelo palmeirense Gabriel Jesus

“Então em um determinado momento, falei com o empresário italiano, que me levou pra discutir o Gabriel Jesus: ‘Amigo, eu tenho a solução. O Gabriel Jesus não vai. Tem um jogador que até mais experiente que ele, que é o Gabigol’. E ele falou: ‘Mas é bom? Os caras estão me oferecendo’. E eu falei: ‘É bom não, é ótimo’ […] Eles começaram a negociar, e o negócio deu certo, até por um valor menor que a Inter estava pagando pelo Gabriel Jesus”, disse Mattos em entrevista.

O dirigente ainda contou que o negócio quase não aconteceu por o Santos querer segurar Gabigol até o fim da temporada, mas Alexandre Mattos estava lá para ajudar: “Empresário do Gabigol: ‘Pô, tem que ir agora’. ‘Pô, mas o Santos não deixa’. Oh, diretor da Inter: ‘Tem que ir agora. O Gabigol é diferente do Jesus’. ‘Pô, tem que ir, tem que adaptar. Tem que ir, não sei o que, não sei o que’. Não foi isso só, mas eu tenho certeza que deu uma empurradinha e o Santos recebeu mais dois milhões de euros. Vou pedir minha comissão lá, hein (risos), contou.

Gabigol foi para a Inter de Milão no fim de 2016 e não teve sucesso no clube italiano. Foi emprestado ao Benfica, ao Santos e posteriormente ao Flamengo — clube onde se tornou ídolo e que o comprou em definitivo junto à Inter no início de 2020.

Foto de capa: Agência Palmeiras/Divulgação

João Felix

Em destaque