Carregando

Buscar

Futebol

Flamengo é condenado em segunda instância por briga de torcidas ocorrida em 2016

Compartilhe

O Flamengo e o a Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) foram condenados em segunda instância a pagar uma multa de R$ 282.856,50 por danos morais coletivos referentes a um confronto entre torcedores do Fla e do Palmeiras, ocorrido em 2016, no estádio Mané Garrincha. A informação é do portal “Globo Esporte”.

No ano de 2016, Flamengo e Palmeiras se enfrentaram pela 6ª rodada do Brasileirão em Brasília, no estádio Mané Garrincha. No intervalo, torcedores iniciaram um confronto dentro das dependências do estádio, fazendo com que a Polícia Militar tivesse de agir. Por causa do uso de spray de pimenta, o estádio foi afetado e o reinício do jogo foi atrasado.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) manteve a condenação a Flamengo e FFDF que foi determinada em setembro de 2020. Na ocasião, 30 pessoas foram presas e três ficaram feridas, uma em estado grave. Em fevereiro do ano passado, um integrante da Mancha Verde (principal torcida organizada do Palmeiras) foi condenado por tentativa de homicídio contra o torcedor que ficou em estado grave.

O valor da multa se refere a 10% da bilheteria no dia do jogo. O valor ficará com o Fundo de Defesa do Consumidor. O Flamengo informou, via assessoria, que não vai se manifestar sobre o caso. A FFDF afirmou que entrará com recurso.

Foto de capa: Getty Images

João Felix

Em destaque