Carregando

Buscar

Futebol

Antes de reencontro, Suárez afirma que Koeman o tratou como se tivesse 15 anos

Compartilhe

Depois de passagem vitoriosa pelo Barcelona, Luis Suárez vem seguindo a sua carreira junto ao Atlético de Madrid. No próximo sábado (2), o uruguaio irá reencontrar seu antigo time. Neste sentido, em conversa com o jornal espanhol “Sport”, ele falou sobre como foi ter saído pelas portas dos fundos do clube. 

Luisito afirmou que, internamente, há um grande conflito entre Joan Laporta, presidente do clube, e Ronald Koeman, atual treinador. “Há uma guerra à parte que está prejudicando os jogadores”, disse. O atacante também citou Josep Bartomeu, afirmando que o ex-presidente teria sido o responsável, ao lado de Koeman, pela sua saída do Barça. Ele disse que houve “desprezo” e um tratamento “como se tivesse 15 anos”.

Ainda no bate-papo, Suárez afirmou que Xavi, cotado como um eventual substituto de Koeman, não deveria assumir o cargo técnico dos Culés. “Como torcedor de futebol e pelo o que ele fez como jogador, não acredito que hoje seja o momento de assumir a equipe. Ele é inteligente e sabe das dificuldades do clube. Deve esperar o momento certo”, comentou.

João Felix

Imagem de capa: Getty Images

Em destaque