Carregando

Buscar

Futebol

Ex-jogador Fernando Torres é denunciado por atuar como treinador sem licença

Compartilhe

Fernando Torres pendurou as chuteiras, mas seguiu ativo no mundo do futebol. O ex-jogador foi contratado pelo Atlético de Madrid para trabalhar nas categorias de base como treinador. No entanto, foi denunciado por Miguel Ángel Galán, proprietário da Academia de Treinadores CENAFE.

A denúncia ocorreu porque o ídolo da seleção da Espanha não tem licença para trabalhar como técnico. Em seu perfil oficial, o mandatário escreveu: “Após ter alertado o Atlético de Madrid em várias ocasiões, fui obrigado a denunciar Fernando José Sanz Torres por exercer sem a qualificação exigida e Ricardo Ortega García por emprestar o título a ele”.

De acordo com o relato, é possível entender que Fernando Torres estaria atuando como comandante principal, sem a licença necessária exigida na Divisão de Honra Juvenil do Atlético de Madri.

O ex-jogador tem o nível II de técnico esportivo em futebol. Mas, o certificado em questão não o libera a exercer a função de primeiro treinador nas categorias nacionais, desde a Terceira RFEF à Primeira divisão, que incluem Juvenis da Liga Nacional e da Divisão de Honra.

Foto de capa: Getty Images
João Felix

O nível III só começou a ser estudado por Torres na última temporada. Assim que formado, ele poderá trabalhar na categoria que está hoje em dia. No entanto, ainda não concluiu o curso e está em processo de conclusão, quebrando as regras ao ser treinador principal da equipe.

Em destaque