Carregando

Buscar

Futebol

Rio de Janeiro abre conversas para sediar o Mundial de Clubes de 2021

Getty Images
Compartilhe

Ainda sem sede em virtude da pandemia de Covid-19, o Mundial de Clubes pode acabar acontecendo no Brasil. Pedro Paulo, secretário de Fazenda e Planejamento do Rio de Janeiro, confirmou, nesta quinta-feira (16), que o Rio de Janeiro está começando as negociações para receber o torneio.

“A gente acredita que a volta do público com os protocolos sendo seguidos, como o próprio secretário de saúde Daniel Soranz acompanhou, com responsabilidade, é possível voltar de forma ordeira. Não tenho dúvidas de que a estratégia estabelecida pelo prefeito Eduardo Paes e pela Prefeitura, é de retorno responsável não só do Maracanã, como do Engenhão também. E o Rio de Janeiro (fica) aberto para trazer novos eventos esportivos para a cidade. Estamos iniciando as discussões para que a final do Mundial de Clubes possa ser no Rio, à medida que Tóquio abriu mão. Estamos nos movimentando junto ao Flamengo (administrador do Maracanã), à CBF, e também junto à Fifa para que a cidade possa concorrer a sediar a final”, disse Pedro Paulo em entrevista à “Bandnews”. 

Na quarta-feira (15), pela primeira vez desde o início da pandemia, um jogo de cunho nacional no Maracanã esteve apto a receber torcedores nas arquibancadas. Antes, a final da Copa Libertadores e da Copa América contaram com poucos torcedores.

“Temos total condição, temos o Maracanã, o Engenhão. Tem vários jogos além da final. A cidade se colocará, sim, como postulante a sediar essa final. Temos experiência em sediar grande eventos, Copa do Mundo, Olimpíada. A cidade do Rio está absolutamente apta a sediar esses jogos. Com o Flamengo sendo um dos times que caminha para essa final, não tenho dúvidas de que seria uma alegria para o Brasil e para o carioco”, completou Pedro Paulo. 

João Felix

Imagem de capa: Getty Images

Em destaque