Carregando

Buscar

Futebol

CBF envia documento à Fifa se defendendo sobre Brasil e Argentina suspenso

Compartilhe

A CBF enviou nesta segunda-feira (13) à Fifa um documento como parte da defesa no procedimento disciplinar aberto para investigar os acontecimentos do último Brasil e Argentina, que foi interrompido por profissionais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) com apenas 5 minutos jogados na Neo Química Arena.

A estratégia de defesa da entidade é focada em provar que não teve nenhuma relação com a suspensão do confronto válido pela 6ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo 2022. Nos autos do documento enviado pela defesa brasileira estão contidos os relatórios do venezuelano Jesús Valenzuela (árbitro da partida), e do colombiano Juan Hernández (delegado da partida).

De acordo com o portal “UOL Esporte”, funcionários da Anvisa relatam que a AFA recebeu notificações sobre a necessidade de quarentena e isolamento dos jogadores vindos do Reino Unido, não permitida participação em treinos ou no jogo. Os argentinos solicitaram um pedido de excepcionalidade, mas este foi negado pouco menos de uma hora antes da partida começar.

Foto de capa: Getty Images
João Felix

O prazo para o envio da defesa brasileira se encerraria no último domingo (12), mas foi postergado por se tratar de um fim de semana. O Comitê Disciplinar da Fifa está julgando o caso em Zurique, onde se localiza a sede da entidade.

Em destaque