Carregando

Buscar

Futebol

Arteta diz que Arsenal tomará medidas contra atletas que não tomarem vacina contra a Covid-19

Compartilhe

Um dos clubes mais prejudicados pela Covid-19 na Inglaterra é o Arsenal. O clube londrino já teve diversos surtos de funcionários e jogadores que contraíram o coronavírus. Diante disso, os Gunners decidiram punir os jogadores que se recusarem a tomar a vacina contra a Covid-19.

No início da temporada 2021/2022, o time teve mais um surto da doença e se viu sem diversos jogadores à disposição, como Pierre-Emerick Aubameyang, Ben White, Lacazette e Granit Xhaka. Esse último, suíço, gerou polêmica ao se recusar a tomar a vacina quando estava com sua seleção.

Trabalho de Arteta é enxergado por muitos torcedores como ruim. (Foto: Getty Images)

Por conta dessa atitude de Xhaka, que por muitas vezes usou a braçadeira de capitão no Arsenal, Mikel Arteta foi perguntado em coletiva de imprensa sobre como o clube lidaria com essa questão. O comandante deixou claro que, quem se recusar a ser vacinado, sofrerá sanções. No entanto, não especificou quais serão as medidas tomadas.

“Estamos tentando explicar aos atletas o porque achamos que tomar a vacina é a coisa certa a se fazer. Os jogadores serão limitados, em certos aspectos, se não tomarem a vacina”, comentou o técnico.

Como se não bastasse a questão da Covid-19, o Arsenal teve um péssimo início de Premier League. Em três jogos, os Gunners não somaram nenhum ponto sequer e perderam para o recém-promovido Brentford, que não disputava a elite nacional há 74 anos.

(Foto de capa: Mike Hewitt/Getty Images)

João Felix
Tags

Em destaque