Carregando

Buscar

Futebol

Benfica garante classificação à Liga dos Campeões e avalia nome de David Luiz como reforço

Compartilhe

O Flamengo ganhou mais um concorrente na contratação de David Luiz. Após a classificação para a Liga dos Campeões, o Benfica tem interesse em contratar o zagueiro para o restante da temporada, principalmente como reforço na principal competição da Europa.

David Luiz é um desejo pessoal do técnico Jorge Jesus, com quem trabalhou entre 2009 e 2011. O comandante já fez contato com o brasileiro para falar que gostaria de tê-lo em seu elenco, mas as negociações com o clube ainda não tiveram início. As informações foram divulgadas pelo “Globo Esporte”.

Os 37 milhões de euros da classificação para Champions eram fundamentais para que o Benfica projetasse novos investimentos. Porém a mídia portuguesa avança que Jesus precisará convencer seus dirigentes de que o investimento no retorno do defensor é válido e tem o tempo a seu favor.

Apesar do fechamento da janela de transferências na próxima terça-feira, o David Luiz está livre no mercado desde o fim de seu contrato com o Arsenal e pode ser regularizado a qualquer momento.

Foto de capa: Getty Images
João Felix

A história, no entanto, não é beneficente ao Flamengo. O clube carioca vê o time do seu ex-treinador como o único empecilho para que o jogador aceite retornar ao Brasil. Inclusive porque a diretoria do Rubro-Negro sabe que qualquer tratativa que envolva disputa financeira está fora de alcance e torce para que a possibilidade de retornar futebol brasileiro abra caminho. O desejo já foi manifestado e resta ao clube aguardar.

O que pode ser um fator facilitador na negociação é a boa relação entre o empresário de David Luiz, Giuliano Bertolucci, e a diretoria rubro-negra. O jogador avalia a possibilidade de retornar ao Brasil e a possibilidade de voltar a atuar pelo Benfica, o que o seduz dentro e fora de campo. 

O ponto positivo de voltar a atuar no futebol do seu país de origem é ter a possibilidade de mudar a imagem após críticas desde a eliminação do Brasil na Copa do Mundo de 2014, caso tenha uma passagem de sucesso. No entanto, para defender o Flamengo o jogador terá que reduzir para praticamente um terço o patamar salarial que recebeu na última década na Europa. 

Em destaque