Carregando

Buscar

Futebol

Em caso de demissão de Roger Machado, Fluminense terá que pagar alta multa rescisória

Compartilhe

A situação de Roger Machado no Fluminense está complicada há um tempo e a partida contra o Barcelona, do Equador, nesta quinta-feira (19) era vista como um divisor de águas.

Com o empate por 1 a 1 e a consequente eliminação dos cariocas, o assunto “demissão do Roger” tomou conta das redes sociais. Mas qual é a situação contratual do técnico com o Flu?

Segundo apuração do site “Torcedores.com”, fontes ligadas ao futebol do Tricolor dizem que a multa rescisória de Roger com o clube das Laranjeiras é estipulada no valor de 4 milhões de reais. Esta cláusula é a mesma tanto para o Flu, quanto para o treinador.

Quando apresentou Roger Machado em fevereiro de 2021, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, deixou claro que a multa foi um acordo para proteger o Tricolor de possíveis aliciamentos de clubes estrangeiros ao seu técnico, como foi o caso de Odair Hellmann.

Além da cláusula milionária, Roger tem vínculo com o Fluminense até dezembro de 2022. Quando assinou com o atual técnico, Mário Bittencourt disse que fez um contrato com prazo padrão, já que após a saída de Odair, o questionaram o porquê de ele não ter assinado por dois anos com o ex-técnico tricolor.

(Foto de capa: Alexandre Durão)

João Felix
Tags

Em destaque