Carregando

Buscar

Futebol

Em entrevista, Jesse Lingard diz que “bebia para curar a dor” e dá detalhes sobre como voltou a ter alegria em jogar

Compartilhe

O atacante Jesse Lingard sempre chamou atenção na Inglaterra, seja pelo futebol ou pelo estilo irreverente que carrega dentro e fora de campo. No entanto, nos últimos anos, Jesse Lingard chamou a atenção por outro fator: a montanha-russa que sua carreira se encontrava. Em entrevista a Jamie Redknapp, do “Daily Mail”, Lingard falou sobre como passou pelo momento mais difícil de sua vida.

Nos anos de 2019 e 2020, Jesse Lingard sofria com atuações bem abaixo pelo Manchester United, o maior campeão da história do futebol inglês. Por conta do mau desempenho, o jogador sofria ataques e abusos online, via rede sociais, e cada vez mais se via longe do futebol inglês. Lingard estava mal.

“Minha confiança foi destruída. Você pode ser aquele cara despreocupado, pulando no campo de treinamento, mas no fundo está usando aquele sorriso como máscara. Eu não estava mais jogando, então estava pra baixo”, contou o jogador, que também revelou que pensava em sair do Manchester United para a China ou Arábia, para ficar longe dos holofotes.

Para lidar com a dor e os problemas, Lingard começou a consumir bebidas alcoólicas. “Nos momentos difíceis, comecei a beber. Meu pai nunca bebeu muito. Minha mãe nunca bebeu muito. Eu tinha tantas coisas em minha mente que recorri à bebida para tentar aliviar a dor.”, afirmou Jesse.

Ainda no Manchester United e sem jogar, entraram na história o irmão de Lingard, Louie Scott, e o preparador Alexandros Alexiadis. Para recuperar o espírito de atleta vencedor do irmão, Louie enviou para ele vídeos com ótimos lances de Lingard pelo sub-21. Imediatamente, Jesse ligou para o irmão e decidiu que queria fazer algo para voltar a ser um atleta de alto nível.

“Eu decidi que não iria apenas ficar sentado. Eu disse a ele: ‘Não vou a lugar nenhum. Eu vou lutar e nós vamos lutar’”, confessou Lingard.

A partir de então, Jesse, Louie e Alexandros se reuniram e pensaram num plano que ficou conhecido como “Jesse 2.0”. Dentre uma das coisas feitas pelo trio no “Jesse 2.0”, estava a presença de um quadro branco na sala de estar do apartamento de Jesse Lingard. No quadro, palavras motivacionais e tarefas para que o jogador recuperasse sua forma e a alegria.

Quadro branco de Jesse Lingard.

“Meu irmão colocou este quadro. Acordava todas as manhãs e olhava para o quadro. Ele escrevia uma palavra nova a cada noite e, eventualmente, tudo era preenchido. Palavras que significavam algo para nós como “Copa do Mundo 2018”, – competição que Lingard jogou – e como “Três gols de finais de copa” – gols marcados por Jesse em finais de Copa da Inglaterra, Copa da Liga e Supercopa.”, revelou o jogador.

Após um período de empréstimo no West Ham, na segunda metade da temporada europeia, Jesse Lingard voltou a ficar em alta e reencontrou a felicidade de jogar futebol. Ele, inclusive, foi convocado por Gareth Southgate para a seleção da Inglaterra. O plano “Jesse 2.0” havia dado certo, mas não pretende parar por aí.

“Quando você consegue um Jesse feliz, um Jesse confiante, você obtém resultados.Voltei cheio de confiança para o Manchester United. Voltei de um empréstimo de sucesso, jogador do mês, gol do mês, ir embora com a Inglaterra. Mostra o quão longe eu cheguei. Estou bem na pré-temporada. O próprio Ole Gunnar Solskjaer me disse isso. Não posso fazer muito mais do que isso.”, contou o jogador.

(Foto de capa: Manchester United via Getty Image)

João Felix
Tags

Em destaque