Carregando

Buscar

Futebol

Atlético-MG recorre da expulsão de Nacho, alegando irregularidade na revisão do VAR

Compartilhe

Nesta quinta-feira (12), o Atlético-MG entrou com recurso na Conmebol pedindo anulação do cartão vermelho para Nacho Fernandez, na partida diante do River Plate, pela partida de ida das quartas de final da Libertadores. O clube mineiro alega que houve irregularidades na análise do VAR.

O Atlético alega que com base nos áudios e imagens divulgados pela Conmebol ficou claro que a atitude dos árbitros violou as regras da confederação. Em nota, o Galo explicou: ‘O árbitro de campo só poderia ser chamado pelo VAR para realizar a checagem do lance caso os operadores interpretassem a ocorrência de suposta infração por ‘força excessiva’

Foto destaque: reprodução/conmebol

João Felix

A nota segue: “Os operadores do VAR caracterizaram, repetidamente, o lance como “força média”, onde seria cabível tão apenas a apresentação do cartão amarelo, hipótese esta em que o juiz de campo não poderia ter sido chamado para revisar o lance, sendo manifestamente desproporcional a aplicação da expulsão.”

Nacho foi expulso aos 35 minutos do segundo tempo após uma dividida com Angileri. A expulsão não ocorreu no momento, entretanto o VAR recomendou a expulsão ao árbitro, que assim fez. Caso o Galo consiga anular o cartão vermelho, o atleta estaria a disposição para enfrentar o River Plate, na partida de volta, na próxima quarta-feira.

Em destaque