Carregando

Buscar

Futebol

Gabigol cobra medidas após ataques racistas sofridos pelo Flamengo: “Passam pano e não é o certo”

Compartilhe

O atacante Gabigol se pronunciou a respeito dos ataques racistas da torcida do Olimpia direcionados a alguns jogadores do Flamengo na última quarta-feira (11), no Estadio Manuel Ferreira, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores. Em um vídeo gravado diretamente da torcida, é possível ver alguns paraguaios gritando repetidamente a palavra “macaco”.

“Eu sofri (racismo) também. Depois do jogo, tive que dar coletiva, atravessei o campo e discuti com o cara da Conmebol. Eles falaram que iam denunciar e não aconteceria mais. É muito ruim. Isso não existe mais. Ficamos tristes e não é a primeira vez. Aconteceram várias vezes comigo, com colegas e não gostamos”, disse o camisa 9 rubro-negro.

João Felix

Gabigol ainda cobrou medidas da entidade organizadora da competição sobre o ocorrido. “Sabemos que eles (Conmebol) acabam ‘passando um pano’ e ‘segue o jogo’, mas sempre acho que isso não é certo. Espero que tomem uma decisão importante sobre isso, porque não é certo e todos sabem”, completou o artilheiro da Libertadores.

Foto: Reprodução/Getty Images

Em destaque