Carregando

Buscar

Futebol Stick

Seleção brasileira olímpica é criticada após subir no pódio sem agasalho; CBF também foi alvo

Compartilhe

A seleção brasileira conquistou o bicampeonato e o ouro olímpico na manhã de sábado. No entanto, a atitude dos jogadores de subir ao pódio sem usar o agasalho oficial do Time Brasil no pódio das Olimpíadas de Tóquio gerou uma onda de críticas à postura do grupo e também da CBF.

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) emitiu uma nota elogiando o desempenho do futebol, mas repudiou a atitude da equipe e também da entidade. Ainda disse que acionará a Justiça para conduzir o caso. O nadador Bruno Fratus também se posicionou nas redes sociais e chamou os jogadores de “alienados”. A CBF, no entanto, ainda não se pronunciou.

“O COB está satisfeito com o desempenho do futebol, conquistamos o bicampeonato olímpico. Estamos extremamente satisfeitos com a performance da equipe, mas lamentamos a atitude dos atletas no pódio. Lamentamos a atitude da Confederação Brasileira de Futebol na condução do caso. Agora, ele sai da esfera esportiva e entra em uma esfera jurídica que vai ser inserida pela área jurídica”, disse Jorge Bichara, diretor de esportes, em coletiva de imprensa.

Foto de capa: Lucas Figueiredo/CBF
João Felix

Já o medalhista da Natação disse, em resposta à nota publicada por dirigentes do COB nas redes sociais, que a mensagem foi clara da seleção olímpica: eles não fazem parte do time. 

“A mensagem foi clara: não fazem parte do time e não fazem questão. Também estão completamente desconexos e alienados as consequências que isso pode gerar a inúmeros atletas que não são milionários como eles”.

Apesar da atitude ter sido contrária à combinada com o COB, o presidente da entidade disse que os jogadores da Seleção não serão prejudicados financeiramente. “Viemos para cá com a promessa de que, em caso de medalha, teria a premiação. Não vamos mudar isso. Mas vamos ver outras consequências depois da nossa atuação específica em relação a esse tema”.

Confira na íntegra da nota publicada pelo COB:

“O Comitê Olímpico do Brasil repudia a atitude da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e dos jogadores da seleção de futebol durante a cerimônia de premiação do torneio masculino.

No momento, as energias do Comitê estão totalmente voltadas para a manutenção dos trabalhos que resultaram na melhor participação brasileira na História das Olimpíadas.

Por este motivo, apenas após o encerramento dos Jogos o COB tornará públicas as medidas que serão tomadas para preservar os direitos do Movimento Olímpico, dos demais atletas e dos nossos patrocinadores”.

Em destaque