Carregando

Buscar

Futebol

Cruzeiro é notificado por dívida de R$330 milhões envolvendo indenização por rescisão de Dedé

Dedé
Compartilhe

Nesta quinta-feira (5), o Cruzeiro foi notificado extrajudicialmente a pagar R$330 milhões para os grupos D.I.S, GT Sports e também para os empresários Marcos Vinícius Secundino e Giscard Salton. O valor é referente à clausula indenizatória da contratação do zagueiro Dedé.

Em 2013, quando o defensor chegou a Raposa, o Cruzeiro desembolsou uma quantia de R$7,758 milhões para a contratação. Na ocasião, ficou definido que Dedé teria 97% de seus direitos econômicos vinculados ao grupo D.I.S.

Foto destaque: Vinnicius Silva

João Felix

Segundo o GE, logo após o início do contrato, os direitos de Dedé passaram por uma nova divisão, ficando 51,91% vinculados ao grupo DIS, 6,5% a GT Sports Assessoria, 30,5% ao empresário Marcos Vinícius Secundino e 11,09% com Giscard Salton. 

Nessa nova divisão, o contrato também sofreu algumas mudanças. Ficou definida uma clausula, que caso o vínculo do jogador com o clube fosse rescindido antecipadamente e unilateralmente, ou caso a situação fosse definida na justiça, o Cruzeiro seria obrigado pagar um valor indenizatório no valor de R$330 milhões. É nessa cláusula que os envolvidos se baseiam para enviar a cobrança. 

Os empresários envolvidos na ação pedem que o pagamento seja feito no prazo de até cinco dias. Caso não ocorra, a situação será definida na justiça. 

Em destaque