Carregando

Buscar

Futebol

Mônaco denuncia comportamento racista da torcida do Sparta Praga em jogo da Champions

Compartilhe

Nesta terça-feira (03), Sparta Praga, da República Tcheca, e Mônaco, da França, se enfrentaram pelas fases preliminares da Champions League 2021/2022. A equipe francesa venceu o confronto por 2 a 0, mas teve que ouvir e ver um de seus atletas sofrer com ofensas racistas.

Após abrir o placar aos 37 minutos do primeiro tempo, Aurélien Tchouaméni, de apenas 21 anos, não pôde celebrar seu gol tranquilamente. Gritos de “macaco” foram entoados e até mesmo a imitação do animal foi feita em direção ao meio-campista Tchouaméni.

Quem primeiro reclamou do comportamento da torcida tcheca foram os atletas do banco de reservas monegasco. Logo depois, Tchouaméni e o técnico Niko Kovac também começaram a reclamar, assim como quase todo o elenco do Mônaco em campo.time

O juiz inglês Michael Oliver estava no comando da partida, que ficou paralisada por apenas alguns minutos. A situação será investigada pela Uefa e pode render punição à equipe tcheca. Depois que a bola voltou a rolar, Kevin Volland marcou o segundo gol do time francês e aumentou a vantagem dos monegascos sobre os tchecos no confronto.

João Felix

Mônaco e Sparta Praga voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (10) para decidirem quem avança à última fase da “pré” Champions. Quem se classificar do confronto, enfrenta o vencedor do duelo entre Genk, da Bélgica, e Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.

Foto de capa: Reprodução/Canal+

Tags

Em destaque