Carregando

Buscar

Futebol

Ginasta irlandês testa cama antissexo na Vila Olímpica e afirma: “É fake news”

Compartilhe

As camas feitas de papelão da Vila Olímpica foram um dos assuntos mais comentados nas redes sociais nos últimos dias, já que houve questionasse a resistência do móvel das Jogos de Tóquio, que seria uma ação de sustentabilidade, e até quem afirmasse que a cama seria uma medida antissexo aos atletas. No último sábado (17), o ginasta Rhys McClenaghan “testou” o móvel com pulos e garantiu que a cama aguenta fortes impactos.

João Felix

“As camas deveriam ser antissexo. Elas são feitas de papelão, sim, mas aparentemente foram feitas para quebrar com movimentos bruscos. É falso! Notícia falsa”, disse o irlandês enquanto pulava no móvel. O perfil oficial dos Jogos Olímpicos respondeu o vídeo e agradeceu por Rhys por “desmascarar o mito”.

Foto: Reprodução/Twitter

Em destaque