Carregando

Buscar

Futebol

Governo do DF retira obrigatoriedade de vacina para partida entre Flamengo e Defensa y Jusiticia no Mané Garrincha

Compartilhe

O Flamengo conseguiu flexibilizar a entrada do público para o confronto contra o Defensa y Jusiticia na próxima quarta-feira (21), às 21h30, no Estádio Mané Garrincha, para o jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. Assim, o torcedor que quiser ir à partida não precisará estar vacinado contra a Covid-19, mas apenas apresentar um exame que comprove que testou negativo para o novo coronavírus, de acordo com o portal “Lance!”.

Inicialmente, o Governo do Distrito Federal publicou um decreto exigindo vacinação completa e PCR negativo para a entrada no estádio. No entanto, o texto, foi modificado nas últimas horas desta sexta-feira (16) para retirar a obrigatoriedade da vacina.

João Felix

Um dos motivos da alteração no protocolo foi a pressão da diretoria do Flamengo, que se surpreendeu com esse detalhe do decreto original. Com base no modelo adotado na final da Copa América, os dirigentes do clube carioca solicitaram a mudança, que foi posteriormente aceita. Dessa forma, para retirar o ingresso e entrar no estádio, a torcida rubro-negra terá duas opções: apresentar comprovante de vacinação completa ou PCR negativo (realizado nas 48 horas anteriores ao jogo).

Foto: Divulgação/Alexandre Vidal/CR Flamengo

Em destaque