Carregando

Buscar

Futebol

Griezmann perde patrocínio de empresa japonesa após vazamento de vídeo xenofóbico

Compartilhe

O atacante Antoine Griezmann, do Barcelona, havia sido anunciado embaixador do anime “Yu-Gi-Ho!” há menos de um mês, mas nesta quarta-feira (7) a empresa Konami cancelou o contrato com o atleta. Isso ocorreu após o vazamento de um vídeo da pré-temporada do clube catalão no Japão, onde o francês e o ponta Ousmane Dembélé aparecem rindo de técnicos locais que tentavam consertar a TV do quarto de hotel em que estavam hospedados. Eles foram acusados de xenofobia e se desculparam, mas negaram tê-la cometido.

João Felix

Confira o posicionamento oficial da Konami:

“A Konami Digital Entertainment acredita, como é a filosofia dos esportes, que discriminação de qualquer tipo é inaceitável. Anteriormente, havíamos anunciado Antoine Griezmann como nosso embaixador de conteúdo de Yu-Gi-Oh!, mas, à luz dos eventos recentes, decidimos cancelar o contrato. Em relação à nossa franquia eFootball PES, vamos requerer que o Barcelona, como clube parceiro, esclareça os detalhes desse caso e suas futuras ações.”

Veja agora o posicionamento do Barcelona, que tem uma parceria com a empresa japonesa:

“O FC Barcelona lamenta profundamente o descontentamento entre os torccedores japoneses e asiáticos e parceiros do nosso Clube causado por um vídeo que apareceu há poucos dias nas redes sociais em que dois jogadores da primeira equipe (Ousmane Dembélé e Antoine Griezmann) demonstraram falta de respeito na sua atitude em relação a vários funcionários do hotel em que estavam hospedados.

Esta atitude em nada coincide com os valores que o FC Barcelona representa e defende.

Os valores do Clube e dos seus parceiros devem ser protagonistas do FC Barcelona, e esta crença está presente a todos os níveis da organização, desde o Conselho de Administração e executivos aos jogadores das várias equipes desportivas do Clube.

O Clube está empenhado em melhorar sua educação em questões de raça, discriminação e diversidade. No FC Barcelona não há lugar para racismo ou discriminação.

O FC Barcelona gostaria de pedir desculpas publicamente a todos os fãs e parceiros do Clube que se sentem descontentes com este evento do verão de 2019, época em que as responsabilidades do Clube recaíam sobre uma Diretoria e equipe executiva anteriores à atual. Os Diretores que hoje dirigem o Clube estão empenhados em evitar que episódios desta natureza se repitam.

Os jogadores já se arrependeram e pediram desculpas aos torcedores e parceiros japoneses, algo que o Clube valoriza. No entanto, o FC Barcelona reserva-se o direito de tomar as medidas internas que considere adequadas.”

Foto: Reprodução/Getty Images

Em destaque