Carregando

Buscar

Futebol

Árbitro relata ameaças por parte de Cuca na súmula da partida entre Ceará e Atlético-MG

Compartilhe

O árbitro Leandro Pedro Vuaden relatou na súmula da partida entre Ceará e Atlético-MG, vencida pelos donos da casa, ameaças vindas do técnico Cuca após o fim do jogo, com citação até para a esposa do juiz. 

Vuaden disse ter se sentido extremamente ofendido pelo comandante do Galo, que o chamou de “vagabundo” e incluiu sua esposa nas ofensas. Cuca acabou expulso pelo árbitro depois de invadir o gramado já com o jogo finalizado e direcionando xingamentos ao juiz do jogo. Confira a súmula redigida pela arbitragem na vitória do Ceará sobre o Atlético-MG por 2 a 1, no Castelão:

 

“Expulsei com cartão vermelho direto, apos o término da partida, o técnico da equipe clube Atlético Mineiro, senhor Alexi Stival, por adentrar ao campo de jogo e vir em minha direção proferindo as seguintes palavras: “você me dá azar na vida, ainda bem que vou largar para não precisar conviver com pessoas como você. Tenho nojo. Você é um gaveteiro”.

 

“Após visualizar o cartão vermelho continuou proferindo as seguintes palavras: “sem vergonha, se eu cruzar com você na rua te dou umas tapas na cara”, inclusive fazendo menção e se aproximando dizendo “vagabundo, vagabundo”.

 

“O mesmo foi contido e retirado por integrantes da sua comissão técnica e jogadores da equipe do Ceará. Quando eu estava na área mista me dirigindo ao vestiário da arbitragem, o mesmo proferiu as seguintes palavras “vagabundo, vagabundo, vai ter CPI hoje porque você me pediu voto para a sua esposa (Jaqueline Vuaden foi candidata à vereadora pelo MDB, em Estrela-RS, cidade residência da família, mas com apenas 45 votos acabou não sendo eleita)”.

 

“Informo ainda que me senti extremamente ofendido em minha honra pelas palavras proferidas contra a minha pessoa.

João Felix

Foto: Getty Images

Em destaque