Carregando

Buscar

Futebol

Patrick de Paula dá sua versão e nega ter frequentado festa clandestina: “Estava em um restaurante”

Compartilhe

Depois de ser flagrado por torcedores em uma festa clandestina e ser afastado pelo Palmeiras, Patrick de Paula se pronunciou pela primeira vez sobre o ocorrido na noite do último domingo (20). Por meio de um vídeo, o meia 21 anos nega ter ido a festa e fez duras cobranças aos membros de torcidas organizadas. 

“Vim aqui me posicionar sobre o ocorrido que aconteceu ontem. Falaram muitas coisas, que eu estava em balada clandestina na madrugada. Eu não estava em balada clandestina, estava em um restaurante com a minha namorada e com amigos. Na hora de ir embora, fui pagar, o caixa estava muito cheio e preferi voltar para não ficar em aglomeração. Eu estava no protocolo, com máscara e usando álcool em gel, fazendo tudo certo”, iniciou.

“Esperei um pouco para esvaziar e eu poder sair. Quando eu saí lá fora tinha um grupo de pessoas que falou bastante coisa, que podia machucar familiares ou outras pessoas. Agradeço desde já aos seguranças puderam me dar todo apoio para eu sair dessa. Queria mandar um recado para todos que estavam lá. Não é assim que se resolvem as coisas. Não é na violência, eu sou muito contra a violência. Quero deixar bem claro que tudo se resolve na conversa”, acrescentou.

Imagem de capa: Reprodução

Em destaque