Carregando

Buscar

Futebol

Caboclo nega boicote à Copa América e garante volta à presidência da CBF após acusações: “Estaremos juntos na Copa de 2022”

Compartilhe

O presidente afastado da CBF, Rogério Caboclo, finalmente quebrou o silêncio e falou sobre a crise interna que vive a entidade. Ele negou que os jogadores da seleção brasileira não queriam participar da Copa América e que o técnico Tite corria risco de ser demitido do cargo.

“Os jogadores nunca falaram em boicotar a Copa América, em nenhum momento isso aconteceu (citando a reunião com os atletas). E eu nunca quis trocar o Tite, a comissão técnica. Nós estaremos todos juntos na Copa de 2022, e para vencer”, garantiu Caboclo em entrevista à “ESPN”.

João Felix

Acusado de assédio sexual e moral por uma funcionária da CBF, o presidente afastado afirmou que irá reassumir o cargo já que, segundo ele, é inocente. “Eu não posso falar nada sobre isso porque tudo será tratado na minha defesa. Eu sou inocente. Tenho absoluta certeza de que vou provar isso. E não há dúvida nenhuma de que voltarei (à presidência da CBF). A minha família toda está me apoiando, minha mulher, meu filho, meus pais, minha ex-mulher”, relatou Rogério Caboclo.

Foto: Divulgação/Lucas Figueiredo/CBF

Em destaque