Carregando

Buscar

Futebol

Ídolo do Grêmio, Mário Jardel tem pertences roubados dentro de casa; Chuteira de ouro foi um dos ítens

Compartilhe

Ídolo do Grêmio na década de 90, Mário Jardel viveu uma situação lamentável na madrugada desta quarta-feira. Em suas redes sociais, o ex-jogador informou que sua casa foi furtada e pertences foram levados, entre eles as chuteiras de ouro, prata e bronze.

Na publicação, Jardel desabafou e disse que além do valor material, o valor sentimental é o que mais importa a ele. Ele fez um apelo para que os bens sejam encontrados e devolvidos. Foi feito um boletim de ocorrência na 15ª DP de Fortaleza.

Foto: Reprodução

“Queridos seguidores. Estou aqui para compartilhar com vocês um fato que me deixou muito triste hoje. Na madrugada de hoje, fui roubado na minha casa, mais precisamente na sala de troféus e tiraram as coisas mais valiosas da minha carreira: as duas chuteiras de ouro, uma chuteira de prata e uma de bronze. Mais que o valor delas (financeiro) é o valor sentimental que tenho por elas. As duas chuteiras de ouro que ganhei e representei o Brasil afora”.

Foto de capa: Getty Images
João Felix

Jardel iniciou sua carreira no Vasco antes de rumar ao Grêmio e se um dos principais jogadores da Libertadores de 1995, além do Brasileirão de 1996. Foi vendido ao Porto e teve passagens pelo Sporting, Galatasaray, Newell’s Old Boys e alguns times brasileiros.

Foi eleito um dos maiores artilheiros mundiais de sua geração e recebeu o prêmio Chuteira de Ouro da Fifa como maior artilheiro do futebol europeu em 1999 e 2002. Ele se aposentou em 2011. Atualmente, vive em Porto Alegre, onde exerceu o mandato como deputado estadual. 

Em destaque