Carregando

Buscar

Futebol

Nike rompeu com Neymar após brasileiro não colaborar em investigação de assédio, diz jornal

Compartilhe

Neymar e Nike romperam de maneira precoce sua parceria há alguns meses. De acordo com informações do jornal “Wall Street Journal”, isso aconteceu por conta de um envolvimento do brasileiro em um caso de assédio sexual com uma funcionária. Ao jornal, a conselheira geral da empresa, Hilary Krane, confirmou que a rescisão contratual veio após Neymar não colaborar em investigações do caso que teria ocorrido em 2016.

“A Nike encerrou seu relacionamento com o atleta porque ele se recusou a cooperar em uma investigação de boa-fé de alegações confiáveis feitas por uma funcionária de irregularidades cometidas”, declarou Krane.

O jornal aponta que o contrato tinha mais oito anos de duração quando foi encerrado em setembro de 2020. Hoje, Neymar é patrocinado pela Puma. Krane explicou o motivo do assunto não ser tratado publicamente: “Nenhum conjunto único de fatos emergiu que nos permitia falar substantivamente sobre o assunto”.

João Felix

Imagem de capa: Getty Images

Em destaque