Carregando

Buscar

Futebol

Felipe Melo se justifica nas redes sociais por não ter ido receber o troféu de vice-campeão do Paulistão

Compartilhe

O volante Felipe Melo, do Palmeiras, se pronunciou sobre não ter ido receber o troféu de vice-campeão do Campeonato Paulista no último domingo (23), o que lhe rendeu muitas críticas nas redes sociais. Na ocasião, o outro capitão da equipe alviverde, o zagueiro Gustavo Gómez, que foi ao encontro da taça de segundo lugar no estadual.

Felipe Melo alegou ter sido uma falha da organização do Paulista, o que fez com que já tivesse se encaminhado ao vestiário no momento da premiação. O jogador de 37 anos duramente atacado por alguns palmeirenses nas redes sociais, que diziam que ele “só aparece pra receber os troféus quando ganha” e que “não é digno de ser capitão do clube”.

Veja o que escreveu Felipe Melo em sua publicação no Instagram:

“Algumas pessoas da mídia querem me difamar sobre o fato de eu não ter recebido o troféu de segundo colocado.

Com isso, vou esclarecer o que aconteceu para desfazer as falas covardes e maliciosas usadas para me atacar de forma totalmente injusta.

Em toda minha carreira eu enfrentei situações bem piores dentro e fora de campo. Receber um troféu com a camisa do Palmeiras é sempre motivo de muito orgulho, independentemente da posição do clube na competição. Considerando que, receber o troféu de campeão o sabor é totalmente diferente.

Diante de toda falácia, venho esclarecer que, um jogador do São Paulo aproximou-se para receber um prêmio individual e posterior a este fato, alguns jogadores do Palmeiras receberam a medalha de campeão de maneira errônea pela própria organização do evento, no qual, eu fui um deles. Imediatamente, após estarmos com as medalhas no peito, recebemos o pedido para devolve-las.

Considerando o transtorno e constrangimento que estávamos passando com o pedido de devolução das medalhas, nosso diretor de Futebol Anderson Barros, pediu para que eu fosse para o vestiário e lá receberia a medalha correta.

Diante de toda confusão instaurada, o presidente do Palmeiras encaminhou-se até o presidente da federação, o qual pegou o troféu e deu nas mãos do Gustavo Goméz, que terminou a partida como capitão da equipe.

Importante ressaltar que, quando eu recebo medalhas de segundo colocado, que foram bem poucas durante a minha carreira, faço questão de sair com ela no peito em respeito, principalmente, à instituição que defendo, vide minha atitude no Mundial de Clubes, Recopa e Supercopa.

Cheguei ao Palmeiras dizendo que faria história no clube que aprendi amar e certamente, entrei para as gloriosas páginas da Sociedade Esportiva Palmeiras e não me tornei um dos capitães da equipe apenas por aquilo que faço dentro de campo, mas também por tudo aquilo que brigo fora das quatro linhas pela Sociedade Esportiva Palmeiras.

Não será por falas maliciosas e covardes que vocês irão me jogar contra a verdadeira torcida do Palmeiras e principalmente contra o clube que eu amo. Espero ter sido claro. Avante Palestra.”

Foto: Reprodução/Getty Images

Em destaque