Carregando

Buscar

Futebol

Corinthians, Palmeiras e Abel Ferreira são punidos e levam multa da Conmebol; Bragantino é advertido

Compartilhe

A Conmebol multou Corinthians, Palmeiras e o técnico Abel Ferreira por quebrarem as regras do regulamento da Copa Sul-Americana e Recopa. De acordo com o “Globo Esporte”, o treinador português recebeu a maior pena: multa de US$ 50 mil (R$ 265 mil), enquanto o Verdão mais US$ 20 mil (R$ 106 mil). 

Os dois valores serão debitados diretamente dos direitos de TV e patrocínio que o clube tem a receber da entidade. Já o Timão terá de pagar uma multa de US$ 7,5 mil (R$ 39,8 mil), que também será debitada das cotas a receber da Conmebol, mas na Copa Sul-Americana. O Bragantino foi apenas advertido, mas sem pena financeira.

A punição do Palmeiras se deu pelo segundo jogo contra o Defensa y Justicia, pela Recopa Sul-Americana, no Mané Garrincha. O clube e o comandante foram enquadrados em dois artigos do regulamento: por atrasar o reinício do confronto. De acordo com o documento, retardar a entrada em campo gera multas para a entidade e o técnico do time. No entanto, a diretoria alviverde pode recorrer. 

Foto de capa: Getty Images
João Felix

No caso do Corinthians, a punição foi por conta do artigo relacionado à reunião de protocolo de segurança na véspera do jogo contra o Peñarol, dia 29 de abril. Não haverá possibilidade de recorrer. Já o Bragantino recebeu a advertência após a vitória sobre o Emelec, no dia 11 de maio, também pela Sul-Americana. A equipe infringiu a regra de uso de coletes no banco de reservas.  

Dos valores que a Conmebol cobra como multa, 97% retornam para o futebol e também para as premiações seguintes de suas competições. Os 3% restantes ficam para a parte administrativa.

Em destaque