Carregando

Buscar

Futebol

Ronaldo fala sobre álcool e episódio com travestis: “Só fiz mal a mim mesmo”

Compartilhe

Em participação ao programa “Conversa com Bial”, da “Rede Globo”, Ronaldo Nazário falou sobre um dos episódios polêmicos mais marcantes da sua vida pessoal: quando se envolveu com travestis, em 2008. Na ocasião, o ex-jogador foi acusado de não ter pago o suposto programa em um motel na zona oeste do Rio de Janeiro. 

Fenômeno explicou que o ocorrido teve ligação direta com o álcool. “Isso já foi falado. É uma coisa que me incomoda, mas só fiz mal a mim mesmo. Eu precisava era da Tabata (terapeuta) naquele momento fazendo a minha terapia. Foi um momento muito difícil, com certeza ligada ao álcool. Foi um momento muito difícil pra mim naquela época”.

Ronaldo foi acusado pela travesti Andréa Albertino de não ter pago o programa na Barra da Tijuca. Na época, ele atuava pelo Milan e alegou que estava sendo vítima de extorsão, já que o valor cobrado era de R$ 50 mil. 

Ele estava no Rio de Janeiro para tratar de uma grave contusão no joelho. Em depoimento ao delegado titular da 16ª DP, o ex-jogador teria dito que “queria esquecer dos problemas” e “extravasar com pessoas que não eram do seu convívio diário”.

Foto de capa: Getty Images
João Felix

Ainda de acordo com o delegado, Ronaldo havia contratado a travesti pensando que era garota de programa e a levou para um motel na Barra da Tijuca. Ao chegar no local, teria pedido mais duas mulheres para o programa.

No entanto, ao perceber que estava ao lado de travestis e que uma delas iria até a favela buscar drogas, Fenômeno optou por não mais fazer o programa. A travesti não concordou com a postura do atleta e pediu R$ 50 mil para ficar “calada” e não vazar a história para a imprensa.

Em destaque