Carregando

Buscar

Futebol

Lampard admite mágoa após saída do Chelsea: “Ser demitido feriu meu orgulho”

Compartilhe

O técnico Frank Lampard concedeu uma entrevista ao jornal britânico “The Telegraph” onde falou abertamente sobre sua saída do Chelsea, que ocorreu no último mês de janeiro. Apesar de ter admitido que gostaria de ficar mais tempo à frente do clube londrino, o treinador de 42 anos se disse orgulhoso do trabalho feito.

“Ser demitido feriu meu orgulho, mas meu vínculo com Chelsea continua forte. Devo dizer que quando você perde seu emprego é difícil. Qualquer pessoa que diga algo diferente é um mentiroso. Não é a verdade. Existe um elemento de orgulho, você está trabalhando para conseguir algo um dia e então isso é tirado de você. Isso é a vida. Você tem que ser realista sobre isso. Eu não teria aceitado o trabalho sem um total entendimento de que em algum momento eu poderia desistir por qualquer circunstância”, comentou o ex-meia.

João Felix

Lampard ainda deixou em aberto um possível retorno aos Blues. “Se voltasse ao Chelsea aos 55 anos, com títulos atrás de mim, acho que as regras seriam as mesmas. Há uma expectativa de atuar e vencer e, se não o fizer, posso deixar o clube. Depois do meu ano em Derby (no Derby Country), estava bem claro que eu queria ir para o Chelsea. Fazer com que movam a bola mais rápido, passar pelas linhas mais rápido. Eu queria fazer meu trabalho e tentar trazer alguns jogadores mais jovens para o time. E fiz isso. Não cheguei ao final do jogo, mas certamente acho que fiz muitas coisas das quais posso me orgulhar”, desabafou o técnico atualmente sem clube.

Foto: Reprodução/Getty Images

Em destaque