Carregando

Buscar

Futebol

Ex-São Paulo acusa o próprio tio de sumir com R$ 2 milhões, segundo o UOL Esporte

Compartilhe

O zagueiro Lucão, ex-São Paulo, acusa o próprio tio de sumir com R$ 2 milhões que o atleta arrecadou durante a carreira, segundo apuração do “UOL Esporte”. Hoje no CSA, o defensor tinha seu patrimônio movimentado em uma empresa e pensava que o registro estava em seu nome, porém a firma está no nome de seu tio, Jeferson Cavalcante. 

Jeferson cuidava da parte financeira da carreira de Lucão desde o início do zagueiro no futebol. Mesmo com a confiança no tio, o defensor pediu para cuidar de seu próprio patrimônio em determinado momento e se surpreendeu. “Ele falou que não ia me dar nada, que não ia passar pro meu nome. Disse que eu estava doido, fora de mim e que amanhã ou depois eu iria me arrepender. Tentei contato com ele durante um ano, mas ele sumiu”, revelou Lucão ao “UOL Esporte”.

João Felix

O atleta entrou com quatro ações na justiça contra Jeferson Cavalcante para reaver seus bens. Ainda segundo Lucão, o tio recebia remuneração por cuidar de sua carreira e mesmo assim, estaria sob posse de um patrimônio na ordem dos R$ 2 milhões, valor pertencente ao jogador do CSA, em tese. “Ele está usufruindo de tudo, a maior parte são imóveis que comprei. Quatro imóveis são alugados e têm rendimento. Não sei se ele está usando, mas estão em posse dele”, disse. O “UOL Esporte” entrou em contato com Jeferson, que não quis se pronunciar e encaminhou a responsabilidade para seu advogado, que disse não poder repassar informações.

Foto: Divulgação/CSA.

Em destaque