Carregando

Buscar

Futebol

Douglas Costa aceita proposta do Grêmio e aguarda liberação da Juventus para anunciar o retorno

Compartilhe

Após 11 anos na Europa, Douglas Costa está perto de voltar para casa. Nesta quarta-feira, segundo informações do “Globo Esporte”, o jogador aceitou a proposta do Grêmio, mas o anúncio só acontecerá mediante à liberação da Juventus.

O próprio atacante irá negociar com a diretoria italiana sua saída antecipada, visto que seu vínculo vai até junho de 2022. Douglas Costa estava emprestado ao Bayern, e o clube de Turim já sinalizou que não pretende contar com ele na próxima temporada.

Em entrevista ao “Globo Esporte”, o vice-presidente do clube gaúcho se mostrou otimista e confiante na vinda do atacante. Além disso, exaltou o esforço feito por Douglas Costa para um possível final feliz na negociação.

“Fomos convidados a ir na casa do Douglas, pelo Douglas, para conversar a respeito do assunto. Ele fez uma tremenda concessão, vis a vis o que ele recebe na Europa. Nós melhoramos um pouco a nossa condição, que é muito menor do que estava anunciado antes e nos aproximamos muito. Eu diria o seguinte: ele agora tentará a liberação na Juventus. Se a Juventus o liberar, tenho certeza que chegaremos a um acordo. Graças ao esforço que ele fez, em aumentar as concessões para o Grêmio e ao esforço que o Grêmio está fazendo também, que é importante. Mas ele ficará dentro das condições que o Grêmio pode sim pagar”.

Foto de capa: Getty Images
João Felix

A negociação encaminhada é para um empréstimo da Juventus ao Grêmio. Douglas Costa permaneceria vinculado ao clube italiano. A ideia é a equipe gaúcha arcar com cerca de um terço dos salários que o atleta ganhava na Europa para não prejudicar as finanças do clube.

Fontes próximas revelam que o acerto já estava firmado desde a última semana e que a reunião desta quarta-feira foi para discutir detalhes do contrato, como  participação no marketing do clube e em vendas de camisas.

Douglas Costa foi revelado nas categorias de base do Grêmio e estreou profissionalmente pela equipe em 2008. Em 2010, ele foi vendido ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, por cerca € 6 milhões (R$ 14,9 milhões, à época), além de uma fatia em uma futura venda.

Ainda na Europa, ele acumula passagens por Bayern (2015–2018), Juventus (2017–2018) e voltou ao clube alemão em 2020. Além de uma convocação para a seleção comandanda por Tite, em 2018, para disputar a Copa do Mundo da Rússia com a Seleção.

Em destaque