Carregando

Buscar

Futebol

Um mês após ser anunciado pelo Athletico Paranaense, Marcinho vira réu por homicídio culposo

Compartilhe

O juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal, aceitou a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro e decidiu que o lateral-direito Marcinho, atualmente no Athletico-PR, é oficialmente réu por homícidio culposo, quando não há intenção de matar. 

Indiciado pelo atropelamento de duas pessoas em 2020, o jogador deve apresentar resposta em tempo estipulado e, se não ocorrer, será nomeado defensor público. As informações são do portal “Futebol Interior”. Em março, o jogador foi apresentado pelo Furacão.

O CASO

Em 06 de janeiro de 2021, o atleta foi apontado pela Polícia Civil como o autor do atropelamento, que ocorreu na noite do dia 30 de dezembro, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O casal Alexandre Silva Lima, de 44 anos, e Maria Cristina José Soares, de 66, não resistiram aos ferimentos e faleceram.

Foto: Divulgação/Fabio Wosniak/Club Athletico Paranaense

João Felix

Em destaque