Carregando

Buscar

Futebol

Jens Lehmann, ex-Arsenal e seleção alemã, é demitido de clube após mensagens racistas

Compartilhe

Ídolo no Arsenal e destaque da seleção da Alemanha no início do século, Jens Lehmann foi demitido da direção do Hertha Berlin após ter uma mensagem racista no WhatsApp, para o ex-jogador Dennis Aogo, divulgada ao público.

Aogo, que atuava pelo Hamburgo e também passou pela seleção germânica, se tornou comentarista na emissora “Sky Sports” e postou em seu Instagram a mensagem na qual Lehmann diz que ele “é um negro cumprindo cota” na emissora. “Uau, você está falando sério? Esta mensagem provavelmente não devia ser para mim”, respondeu Aogo junto com o print da mensagem recebida no WhatsApp.

Nas redes sociais, Lehmann pediu desculpas. “Uma mensagem privada enviada do meu telefone para Dennis Aogo deu uma impressão, pela qual me desculpei em uma conversa com Dennis. Como ex-jogador da seleção alemã, ele é muito experiente, tem uma grande presença e traz muita qualidade para a Sky”, disse.

João Felix

“Tais declarações de forma alguma correspondem aos valores pelos quais o Hertha defende e faz campanha ativamente. O Hertha se distancia de qualquer forma de racismo. Portanto, saudamos o passo dado pela Tennor Holding”, comentou o presidente do Hertha, Werner Gegenbauer.

A Sky Sports também emitiu um comunicado repreendendo Lehman: “Dennis Aogo é um colega muito estimado e um excelente analista, e estamos felizes por tê-lo em nossa equipe. Nós da Sky condenamos qualquer forma de racismo e não damos espaço ou plataforma para o racismo. Muitas vezes recebemos Jens Lehmann como convidado em nosso programa e estamos muito desapontados com seu comportamento. Não planejamos convidá-lo de volta às nossas transmissões”.

Imagem de capa: Getty Images

Em destaque