Carregando

Buscar

Futebol

Modelo que acusou Cristiano Ronaldo de abuso sexual cobra R$ 420 milhões do jogador

Compartilhe

De acordo com informações do jornal britânico “The Sun”, a modelo Kathryn Mayorga, que acusou Cristiano Ronaldo de tê-la abusado sexualmente, em 2009, quer 56 milhões de libras (R$ 420 milhões). O valor seria para compensar a “dor e sofrimento” causados pelo jogador.

A defesa de Kathryn pede por volta de R$ 140 milhões por “dor e sofrimento passados”, outros R$ 140 milhões por “dor e sofrimento futuros” e mais R$ 140 milhões por “danos punitivos” (pela suposta agressão de CR7).

Até o momento, Cristiano Ronaldo já gastou cerca de R$ 50 milhões em honorários advocatícios por conta da acusação, segundo o jornal. Em 2010, a modelo teria aceitado pouco mais de R$ 2 milhões como parte de um acordo extrajudicial para não falar publicamente sobre o caso. No entanto, em 2018, ela entrou com uma ação em Las Vegas, local do ocorrido, para tentar anular as regras do acordo. Kathryn alegou que estava “mentalmente incapacitada” e foi coagida a assinar o documento. CR7 negou qualquer imbróglio na época.

João Felix

Imagem de capa: Getty Images

Em destaque