Carregando

Buscar

Futebol Stick

Após derrota na estreia da Libertadores, Marinho se irrita com pergunta em entrevista: “Não jogo sozinho”

Compartilhe

Depois de se recuperar da Covid-19 e uma lesão no joelho esquerdo, Marinho ainda não conseguiu repetir o alto nível apresentado na temporada passada. Na noite de terça-feira (20), o Santos foi derrotado, em casa, na estreia da Libertadores, contra o Barcelona. Em entrevista pós-jogo, o atacante se irritou com uma das perguntas.

Questionado sobre a influência que seu desempenho tem no nível coletivo da equipe, Marinho demonstrou insatisfação. “Na verdade não é determinante, porque eu não jogo sozinho. Eu jogo com uma equipe, ao lado de 30 jogadores, dentro de campo são 11 que entram. Vou me dedicando ao máximo, fiquei muito tempo parado. Esse é meu terceiro jogo como titular. Depois que tive Covid, ainda fiquei um tempo fora por lesão. Então, vou evoluindo a cada jogo, a cada partida”, disse.

Em seguida, o jogador questionou a pergunta. Depois de iniciar sua resposta com “Isso é uma crítica?”, o atacante adicionou: “Claro que, se a gente tivesse ganhado, a pergunta teria sido diferente, mas vida que segue”. Em cinco jogos desde que voltou de lesão, Marinho marcou um gol de pênalti, contra o San Lorenzo, pela terceira fase da pré-Libertadores.

João Felix

Depois da derrota para o Barcelona, o próximo jogo do Santos pela Libertadores será contra o Boca Juniors, fora de casa, na próxima terça-feira (27). Antes, o Peixe visita o Novorizontino na sexta e recebe o Corinthians no domingo, ambos duelos válidos pelo Campeonato Paulista. 

Imagem de capa: Ivan Storti/Santos FC

Em destaque