Carregando

Buscar

Futebol

Florentino Pérez explica SuperLiga: “Precisamos rentabilizar ingressos com partidas mais competitivas”

Compartilhe

O presidente do Real Madrid e da SuperLiga Europeia, Florentino Pérez, foi ao programa “El Chiringuito TV” na noite desta segunda-feira (19) para ser entrevistado sobre a nova competição. Logo no ínicio, ele deixou bem claro o principal motivo da criação do torneio: passando por graves problemas financeiros causados pela pandemia de Covid-19, os clubes precisam gerar outras formas de renda, uma vez que a venda de ingressos para o público não está disponível. Assim, uma competição com grandes jogos semanalmente seria uma forma de se ter um bom faturamento, pela grande audiência que estas partidas teriam na televisão.

Pérez também disse que a regularidade de jogos entre grandes clubes seria uma tentativa de resgatar um público que está se afastando do esporte mais popular do mundo. “Os jovens já não têm interesse por futebol. Por que não? Porque existem muitos jogos de baixa qualidade e não lhes interessa, têm outras plataformas para se distraírem. […] O futebol tem que evoluir, como empresas, pessoas, mentalidades. As redes mudaram a forma como se comportam e o futebol tem que mudar e se adaptar aos tempos em que vivemos. O futebol estava perdendo o interesse, o público está diminuindo”, comentou o mandatário do clube merengue.

João Felix

O presidente da SuperLiga ainda afirmou que o torneio não está fechada para estes 12 clubes e que outras vagas estarão abertas posteriormente. “O atrativo do futebol é jogar entre grandes clubes, o valor da televisão aumenta e se gera mais renda. Não são só os ricos que querem a SuperLiga, estamos fazendo isso para salvar o futebol porque se trata de um momento crítico para todos. […] Vai se tornar uma pirâmide porque nós, grandes clubes, teremos mais dinheiro e poderemos investi-lo comprando jogadores… Se os grandes clubes perdem seu dinheiro, como está acontecendo, todo o sistema futebolístico quebra como na Liga dos Campeões”, explicou Pérez.

Além disso, Florentino garantiu os clubes não serão expulsos da Liga dos Campeões e que pretende começar a SuperLiga já em agosto. “Vamos falar com a UEFA, como dissemos no comunicado. Temos de discutir com a UEFA os cinco lugares disponíveis para SuperLiga. A Uefa tem trabalhado no novo formato da Liga dos Campeões, mas honestamente não o compreendo. Queremos salvar o futebol. Quando digo salvar o futebol, é salvar a todos”, completou o presidente da competição e do Madrid, enfatizando mais uma vez ser uma medida econômica emergencial.

Foto: Reprodução/Getty Images

Em destaque