Carregando

Buscar

Futebol

Presidente do Santos, Rueda responde provocação de torcedor em áudio: “Para de chororô”

Compartilhe

O presidente do Santos, Andres Rueda, respondeu a provocação de um torcedor em um grupo do WhatsApp. Entenda a situação: quando ainda conselheiro no ano passado, Rueda emprestou 1,5 milhões de euros ao clube, para que este valor fosse repassado ao Hamburgo, da Alemanha, pela contratação do zagueiro Cleber Reis. O atual mandatário do Peixe tomou tal atitude para que o time não perdesse seis pontos no Campeonato Brasileiro de 2020 e fosse punido pela Fifa.

Com as taxas e o valor convertido, o Santos precisaria pagar R$ 11,7 milhões a Rueda, em 10 parcelas de R$ 1,7 milhão. A quarta parcela, na teoria, venceria nesta quinta-feira (15). Dessa maneira, um torcedor do Alvinegro Praiano questionou no grupo: “Pessoal, hoje é dia 15. Será que o Rueda vai receber do Rueda a parcela do empréstimo para pagar o Hamburgo?”. Confira abaixo a resposta completa do presidente, em um áudio de 4 minutos e 50 segundos, transcrito pelo “Globo Esporte”.

João Felix

“Eu não costumo fazer isso, mas pô… Tô (sic) com tanta raiva de ver tanta mentira de choradeira de derrotado que me vejo na obrigação de dar uma explicação para vocês.

O empréstimo que foi feito, depois de uma negociação em que o clube teve R$ 10 milhões de redução do que tinha para pagar, esse foi o desconto que o Hamburgo deu, tirou o risco de o Santos perder seis pontos. Foi feito de coração de um santista, naquele momento conselheiro, dentro da legalidade do Conselho.

Se vocês tiverem a paciência de ler o contrato sem a contaminação de terceiros, vocês vão entender que existe uma cláusula de multa, sim, sobre a parcela. Ou seja, se não pagar R$ 1 milhão, pode existir uma multa uma vez sobre a parcela, de 5%, que daria R$ 50 mil de multa, sobre R$ 1 milhão.

E juros de 1% ao mês. Puxa vida. Temos isso se o clube não pagar. Estamos falando de R$ 60 mil a primeira vez e daí para a frente uma multa de R$ 11,7 mil por mês. Puxa vida. Só para fazerem um comparativo, a média de juros cobrados para o clube é 15%. Agora, falar que um atraso de uma mensalidade é um Marinho é de uma maldade ímpar. Ou de uma burrice total financeira.

Leiam o contrato e entendam o contrato.

Primeiro, se eu cobrar o juros. Por que digo se eu cobrar o juros? Eu já tenho um caso parecido lá atrás, do Lucas Lima. Emprestei ao clube e não foi cobrado um tostão de juros. Então, gente, chega. Até agora pela situação do clube não foi paga nenhuma parcela ao Rueda. E por que não foi paga? Não é porque é o Rueda, não. É porque o juros não compensa que o clube pague.

Primeiro que corre o risco de o Rueda não cobrar os juros. Praticamente com certeza isso vai acontecer. E segundo que 1% de juros está baratinho, então é assim que o clube tem de ser gerido.

O Rueda não recebeu um tostão do que ele emprestou, que deveria ter sido pago na primeira receita extraordinária do clube. Isso não foi empréstimo. Era algo irreversível: “Olha, eu coloco dinheiro hoje e tiro amanhã”. Isso não aconteceu. O Rueda não recebeu isso, nenhuma parcela do empréstimo. Deus sabe quando vai receber.

Ficar fazendo politicagem com isso? Para de chororô. Isso já encheu o saco. Gente, eu não quero política no clube. Podem criticar o que quiserem com razão, mas ficar inventando factoide… Enfia a viola no saco e vai dormir para não passar vergonha. Tem gente que precisa gostar do clube. Parar de chororô e admitir que o sócio não quer mais mutreta.

Fomos eleitos com 50%, 50%! Com online ou sem voto online. Se não tivesse (voto online) também teríamos ganhado. A eleição acabou. Acabou a política. Olha para a frente, para o clube. Passem a querer o bem do clube. Não fiquem torcendo para a coisa ficar ruim. Vocês falam tanto que amam o clube. O que vocês fizeram até hoje? Postou uma fotinha numa reunião? Me diga de concreto o que foi feito. Zero. Desculpem o desabafo, mas tem uma hora que não dá.”

Foto: Divulgação/Santos FC

Em destaque