Carregando

Buscar

Futebol Stick

Seedorf propõe punição para jogadores que falam com árbitros ou rivais tapando a boca

Compartilhe

Um dos grandes jogadores do século, Clarence Seedorf propôs que os jogadores de futebol deveriam ser punidos se cobrirem a boca ao falar com o árbitro ou um adversário. O principal motivo para isso foi o incidente envolvendo o zagueiro Ondrej Kudela, do Slavia Praga, que cobriu a boca quando supostamente abusou racialmente de Glen Kamara, do Rangers.

“Fala-se muito, mas não se faz o suficiente. A necessidade é óbvia e muito urgente (de combater o racismo). Da perspectiva dos atletas, tenho visto coisas como jogadores falando e cobrindo a boca durante as partidas. Houve algumas situações racistas nas últimas semanas nas quais os jogadores fizeram discursos de ódio. Essas coisas podem ser facilmente atacadas por implementação de algumas regras”, disse Seedorf durante reunião do Conselho da Europa sobre o combate ao discurso de ódio.

“Para mim, deveria ser proibido poder falar desse modo. Quando falamos de esporte, tem que ser totalmente transparente, então por que eu cobriria minha boca se preciso falar com meu adversário? Se eu quiser falar com meu treinador ou companheiro de equipe, tudo bem, mas quando eu abordar o árbitro ou outro jogador em qualquer esporte, você não deveria ter permissão para tapar a boca, tem que ser uma sanção, um cartão amarelo”, concluiu. 

João Felix

Imagem de capa: Getty Images

Em destaque