Carregando

Buscar

Futebol

Marcos Braz teria levado socos e caído no chão em briga nos bastidores de Flamengo e Palmeiras

Compartilhe

Uma confusão generalizada roubou a cena nos minutos finais da partida entre Palmeiras e Flamengo, pela Supercopa do Brasil, neste domingo (11), em Brasília. Já na reta final, jogadores e membros das duas equipes se envolveram em uma briga no túnel que liga o campo aos vestiários do estádio. Ao longo do dia, informações da “ESPN Brasil” divulgaram mais detalhes do atrito. 

A informação apontou que Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo, teria levado, pelo menos, dois socos, o suficiente para cair no chão. A briga começou quando João Martins, auxiliar do Palmeiras, disse “levem logo a taça”, fazendo alusão a um possível roubo para o Rubro-Negro. Em seguida, Marcos Braz não gostou do que ouviu e rebateu as provocações com os dizeres: “vai tomar no c**”.

Logo depois, dois seguranças do Palmeiras não gostaram do tom em que o dirigente do Flamengo falou e se envolveram no tumulto com os rivais. João Martins e Braz trocaram socos e os seguranças também fizeram parte das agressões. Atingido, Braz escorregou na escada do túnel e caiu. Depois disso, seguranças e jogadores correram para o local. Caído, Braz foi novamente atingido.

João Felix

O cartola foi levantado enquanto membros das duas equipes trocavam empurrões e socos. Funcionários da CBF e seguranças privados ajudaram no controle da situação. Já na cerimônia do título, Braz participou normalmente.

Imagem de capa: Marcelo Cortes/Flamengo

Em destaque