Carregando

Buscar

Futebol

Súmula revela quais teriam sido as palavras racistas que Cala disse para Diakhaby

Compartilhe

Depois do suposto caso de racismo na partida entre Cádiz e Valencia, a súmula divulgada pelo árbitro David Medié Jiménez revelou quais teriam sido as palavras dita no episódio em questão. Segundo o documento, Juan Cala disse a Diakhaby que ele era um “negro de m****“. A reação foi imediata, visto que o zagueiro do Valencia se retirou de campo aos 29 minutos do 1º tempo, acompanhado de seus companheiros.

“Aos 29 do 1º tempo, interrompi a partida devido a um confronto entre jogadores das duas equipes. O jogador nº 12 do Valencia, Mouctar Diakhaby, após levar cartão amarelo por discutir com um adversário, me disse: ‘Ele me chamou de negro de merda’, em referência ao jogador nº 16 do Cádiz, Juan Cala. Este fato não foi ouvido por nenhum integrante da equipe de arbitragem”, relatou o árbitro.

Medié ainda reportou o que ocorreu após a paralisação. “O Valencia decidiu abandonar o campo de jogo. Por esse motivo, a partida foi temporariamente suspensa. As duas equipes foram para seus respectivos vestiários. Depois de alguns minutos de suspensão, o delegado do Valencia, David Rangel Pastor, em presença do delegado do Cádiz, Antonio Navarrete Reyes, nos comunicou que decidiu realizar a substituição de Diakhaby e continuar com a partida”, completou.

João Felix

Apesar de Diakhaby ter deixado a partida, Juan Cala seguiu jogando normalmente até o início da segunda etapa, quando também foi substituído. Ao fim dos 90 minutos, o Cádiz se saiu vitorioso por 2 a 1. Em coletiva, José Gayà, capitão do Valencia, defendeu o companheiro e explicou o motivo de eles terem voltado ao gramado. 

“Nos disseram que, se não voltássemos, perderíamos 3 pontos ou mais. Ele (Diakhaby) disse que não iria voltar para o jogo, estava muito triste. Foi um insulto muito feio que ele sofreu, algo que não vou repetir. Não conseguimos falar com Cala, porque ele foi o último a sair (do campo), mas estou certo que ele disse algo”, disse.

Imagem de capa: Getty Images

Em destaque