Carregando

Buscar

Futebol

Uefa responsabiliza Portugal por gol não validado de Cristiano Ronaldo

Compartilhe

O gol não validado marcado pelo atacante Cristiano Ronaldo, de Portugal, nos acréscimos da partida contra a Sérvia no último sábado (27), válida pela segunda rodada das Eliminatórias da Europa para a Copa do Mundo do Catar em 2022, segue gerando bastante repercussão. Fortemente atacada pela ausência do árbitro de vídeo (VAR) nos jogos, a Uefa se defendeu e afirmou que o gol teria sido validado caso as duas seleções tivessem entrado em acordo antes do duelo para ser utilizada a tecnologia do “Goal-Line”.

“A decisão de usar a tecnologia da linha do gol para as eliminatórias europeias cabe à federação anfitriã para cada jogo”, disse o órgão dirigente do futebol europeu. “Se a federação anfitriã tenciona implementar a tecnologia da linha do gol, tem também que obter o consentimento por escrito da federação visitante para a utilizar”, completou a Uefa.

João Felix

O árbitro da partida, Danny Makkelie, relatou ao jornal português “A Bola” que pediu perdão ao técnico Fernando Santos e ao resto do time de Portugal pelo equívoco. “Tudo o que posso dizer é que pedi desculpas ao treinador e à equipe pelo que aconteceu. Como árbitros, sempre trabalhamos muito para tomar as decisões certas. Quando viramos notícia por um motivo como este (um erro), não gostamos”, ponderou o juiz holandês.

Foto: Reprodução/Getty Images

Em destaque