Carregando

Buscar

Futebol

Alan Mineiro é denunciado por cuspir na bandeira do Goiás e pode pegar até dois anos de suspensão

Compartilhe

O Tribunal de Justiça Desportiva de Goiás (TJD-GO) pediu a suspensão preventiva de Alan Mineiro, do Vila Nova, por 30 dias após o meia cuspir na bandeira do Goiás durante o confronto pelo campeonato estadual.

O camisa 10 do Vila Nova foi fazer graça com a torcida antes de cobrar um escanteio e acabou sendo denunciado em dois artigos  do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): 243-D (incitar publicamente o ódio ou a violência) e 258 (assumir qualquer conduta contrária ou à ética desportiva). A pena pode ser de até dois anos anos.

O clássico entre Goiás e Vila Nova é um dos maiores do país e a atitude do jogador, na visão do procurador do TJD-GO, pode contribuir para atrito entre as torcidas, brigas e até mesmo mortes. 

”Cuspir na bandeira da equipe adversária detém uma implicação simbólica, nefasta, capaz de gerar atrito entre as torcidas, brigas, e até mesmo mortes”, escreveu o procurador do TJD-GO, Marcus Vinícius Mafia Vieira.

Foto de capa: Reprodução/TV Anhanguera 
João Felix

Em destaque