Carregando

Buscar

Futebol

Após quase um mês intubado com Covid-19, ex-goleiro Marcão sofre parada cardíaca e morre em Rio Branco

Compartilhe

O ex-goleiro e preparador de goleiro Marcos Rocha, o Marcão, faleceu nesta terça-feira após passar 26 anos na UTI intubado com Covid-19, no Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), em Rio Branco (AC).

De acordo com o “Globo Esporte”, o ex-preparador de goleiros deu entrada em uma UTI do Into-AC no dia 12 de fevereiro. Ainda que não tivesse nenhuma comorbidade, o desportista não resistiu aos agravos da doença.

“Quando a gente fez o teste da Covid-19 aqui no Into, o médico solicitou vários exames e ele não apresentou nenhum tipo de doença. Ele não tinha diabetes, não era hipertenso. Quando viemos mostrar os exames e o teste da Covid-19 para médica, ela até se admirou dos exames dele, porque não tinha nada alterado”, disse Eva Rocha, esposa de Marcão ao “Globo Esporte”.

Foto de capa: Marcos Rocha/Arquivo pessoal
João Felix

Na carreira como goleiro, Marcão defendeu as camisas do Rio Branco-AC, Juventus-AC e Adesg. Aposentou-se precocemente por conta de um problema na coluna. Em 2005, durante a Copa São Paulo, ele foi reserva do goleiro Weverton, que atualmente defende o Palmeiras. 

Como treinador de goleiros, Marcos Rocha passou por clubes tradicionais do Acre como Galvez, Atlético-AC, Rio Branco-AC e o próprio Juventus-AC.

Em destaque