Carregando

Buscar

Futebol

Brasil se nega a jogar partidas eliminatórias para a Copa do Mundo 2022; Argentina quer que calendário seja mantido

Compartilhe

Na última quarta-feira (03), o jornalista Javier Lanza divulgou em primeira mão que a Fifa estaria disposta a pedir à Conmebol o adiamento da rodada dupla das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, previstas para o final de março. Nesta sexta-feira (05), então, dez presidentes das Federações Sul-americanas se reuniram com a entidade para decidir o que fazer.

Segundo informações, o Brasil teria se recusado a disputar as partidas em decorrência da ausência de jogadores que atuam na Europa. Isso porque os times europeus não têm liberado seus atletas para viajar em compromissos com suas seleções como medida de prevenção à Covid-19. Em contraponto, a Argentina declarou que quer que o calendário seja mantido. Em caso de autorização, os dois países se enfrentam no próximo dia 30 de março, no Recife.

Outra reunião deve ser realizada neste sábado (06) com a presença de Gianni Infantino, presidente da Fifa.

“Alerta: Diante das dificuldades de liberação dos jogadores pelas equipes europeias, Brasil não quer jogar a rodada dupla das Eliminatórias. Argentina pretende disputar entre 25 e 30 de março. Amanhã haverá nova reunião”.

“A reunião terminou e a única coisa que foi decidida é que amanhã se reunirão novamente e com a presença de Infantino (não estava hoje, pois estava viajando à Suiça)”.

Foto: Getty Images

João Felix

Em destaque