Carregando

Buscar

Futebol

Vice de futebol do Inter questiona arbitragem após derrota no Maracanã: “Uma das maiores vergonhas dos últimos tempos”

Abel Braga
Compartilhe

A derrota do Internacional para o Flamengo por 2 a 1, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, não acabou no apito final. Os Colorados demonstraram insatisfação com a arbitragem da partida que pode ter definido o título da competição. Uma das críticas veio por meio de João Patrício Hermann, vice de futebol do Inter, que prometeu ir à CBF para cobrar medidas. 

“Quem estava aqui no estádio viu uma das maiores vergonhas dos últimos tempos. O Inter foi surrupiado. O árbitro mudou o critério que estava adotando nos últimos jogos. Está rolando na internet. É uma vergonha. Os jogadores do Flamengo disseram aos nossos. O Filipe Luís disse que não era para vermelho. Amanhã vamos à CBF. Ficaremos mais atentos ainda. Tivemos um sinal muito grande contra o Vasco. O presidente chamou atenção do público e hoje fomos prejudicados de uma forma absurda”, disse.

O motivo da indignação do Inter é apenas um: a expulsão de RodineiRaphael Claus, árbitro da partida, precisou ser chamado pela equipe do VAR para analisar o lance e confirmar a expulsão do lateral. Até o momento, a partida estava empatada em 1 a 1. Desde então, o Flamengo se aproveitou da superioridade numérica para vencer o jogo e assumir a liderança com uma rodada para o fim do brasileirão.

João Felix

Hermann ainda questionou a diretoria do Flamengo por ter enviado um ofício à CBF às vésperas do jogo. “Nossos jogadores foram guerreiros, muito corajosos. O desespero de ver os dirigentes do Flamengo praticamente invadindo o campo, do treinador, da comissão. Tentando manipular o VAR. É uma vergonha. O Flamengo não precisa deste tipo de atitude. Colocaram mais de 50 pessoas atrás do banco, nos colocaram lá no fundo. O Landim (Rodolfo Landim, presidente do Flamengo) foi bem claro e mentiu para mim. É esse o ambiente”, acrescentou.

Imagem de capa: Ricardo Duarte/Internacional

Em destaque