Carregando

Buscar

Futebol

Cruzeiro responsabiliza Dedé por ataque de torcedores e pede extinção de processo

Dedé
Compartilhe

De acordo com a “Radio Itatiaia”, o Cruzeiro apresentou um documento de defesa de 104 páginas em contestação às alegações de danos morais feitas pelo zagueiro Dedé. No início de 2021, o atleta acionou o time mineiro na Justiça e pediu a rescisão do contrato.

Os argumentos de Dedé para o processo contra a Raposa culpabilizavam o clube por um ocorrido em 2019. Em novembro daquele ano, o zagueiro deu uma “sarrada no ar” no aniversário da esposa, um mês após realizar uma cirurgia no joelho. A festa era privada e foi invadida por alguns membros de torcida organizada.

Agora, a situação foi utilizada como prova de que o atleta “foi o grande responsável e causador de suas condutas antiprofissionais que contribuíram para as agressões da torcida”. Além disso, o Cruzeiro também anexou uma entrevista de Dedé ao “Sportv” em abril de 2020 em que ele diz que jogaria no Atlético-MG. Com isso, a Raposa pede a extinção do processo.

Foto: Vinnicius Silva

João Felix

Em destaque