Carregando

Buscar

Futebol Stick

Goleiro titular do Ajax, André Onana está proibido de atuar no futebol profissional por 12 meses após doping

Compartilhe

O goleiro titular do Ajax, André Onana está proibido de atuar no futebol profissional durante um ano após determinação da Uefa. A razão da punição é pelo resultado positivo em um exame de doping realizado no fim do ano passado.

O clube, no entanto, irá recorrer a decisão ao TAS (Tribunal Arbitral do Esporte). A explicação é que o atleta confundiu e fez o uso de remédio prescrito à esposa após sentir um desconforto. 

Em nota, o Ajax escreveu: “Onana não se sentia bem e queria tomar um comprimido para aliviar o desconforto. Sem saber, porém, ele tomou Lasimac, um medicamento que sua esposa havia recebido anteriormente. Esta confusão de Onana resultou na medida tomada pela Uefa. O órgão disciplinar da associação de futebol declarou que Onana não tinha intenção de trapacear. No entanto, a Federação Europeia de Futebol acredita, com base nas regras antidoping, que um atleta tem o dever, em todos os momentos, de garantir que nenhuma substância proibida entre no corpo”.

João Felix

Van der Sar, ex-goleiro que hoje atua como diretor do clube, lamentou a duração de 12 meses da punição por meio de um comunicado publicado no site oficial. “Renunciamos explicitamente às drogas que melhoram o desempenho e, obviamente, defendemos um esporte limpo. Esta é uma decisão terrível para o próprio André, mas certamente também para nós como clube. Ele é um grande goleiro que há anos prova seu valor para o Ajax e é muito popular entre os torcedores. Esperávamos uma suspensão condicional ou uma suspensão muito mais curta do que esses doze meses, porque sem dúvida não se destinava a fortalecer seu corpo”.

Nas redes sociais, o jogador de 24 anos também postou seu descontentamento com a decisão.

Em destaque