Carregando

Buscar

Futebol

‘Nunca senti apoio’, afirma Domenèc Torrent em primeira entrevista após demissão do Flamengo

Compartilhe

Domenèc Torrent falou, pela primeira vez após saída, sobre sua passagem no Flamengo. Demitido em novembro do ano passado, depois de goleadas para São Paulo e Atlético-MG, Torrent soltou o verbo em  entrevista ao repórter André Hernán do “Globo Esporte”, e disse que, apesar dos placares, ainda havia confiança no elenco para o resto da temporada

“Conversávamos com os jogadores; eu não tinha a intenção de ganhar tudo, seria muito complicado. Mas sempre dizia que poderíamos ganhar dois títulos, porque, para mim, o time estava evoluindo bem. Mas estamos falando de futebol, agora sei um pouco como o Campeonato Brasileiro funciona. A cada três ou quatro meses, infelizmente, os treinadores são trocados”.

João Felix

Ao comentar acerca de sua saída do time rubro-negro, o treinador relatou que desde o início tinha a sensação de que com a primeira derrota ele e sua comissão estariam fora.

“Nunca senti apoio de verdade”, revelou. “Agradeço muito que tenham me contratado. Mas nunca senti nenhuma garantia, nenhum apoio da diretoria. Nunca. Nunca. Alguém ficava feliz quando perdíamos… Eu tinha apoio dos jogadores. Tinha contato com Marcos Braz e Bruno Spindel. São os únicos com quem falava e interagia um pouco”.

Para Torrent, o problema está dentro do Flamengo e, independentemente de quem seja o técnico, isso vai continuar. “Sabíamos que muita gente não nos queria. Quanto vemos um clube que é o que mais troca treinadores em todo o campeonato, é porque algo acontece lá dentro”, completou.

Tags

Em destaque