Carregando

Buscar

Futebol

Presidente Jair Bolsonaro recusa convite para a final da Libertadores

Compartilhe

O presidente Jair Bolsonaro comunicou à Conmebol que não comparecerá à final da Libertadores, no sábado, no Maracanã, após a entidade informar ao público que em função da pandemia de Covid-19 não permitiria pessoas fora da equipe de jogo no campo. Ou seja, ele não poderia entregar a taça ao campeão.

A presidência irá formalizar a decisão por meio de um ofício, mas, segundo informações do “Globo Esporte”, não havia sido enviado até a noite desta quarta-feira. No entanto, o cerimonial já foi avisado da ausência do presidente. 

A jornalista Gabriela Moreira revelou que Bolsonaro tem sido aconselhado por sua assessoria a não comparecer a eventos de futebol. Sua intenção era ir assistir Palmeiras e Flamengo, no último domingo, mas desistiu.

João Felix

Além disso, o Palmeiras não o convidou para a final da Libertadores. Dentre os 250 ingressos recebidos pelo clube, o nome de Jair Bolsonaro não foi incluso na lista devido à quantidade de acompanhantes do presidente. Mas, segundo a jornalista, a ideia da diretoria alviverde é não atrelar a imagem da equipe a qualquer campo político no momento.

Nas últimas semanas, inclusive, torcedores do Santos e do Palmeiras também se manifestaram contrários à presença de Bolsonaro no estádio e associação da figura do presidente às agremiações.

Em destaque