Carregando

Buscar

Futebol

Após cirurgias, não pagamento de salário e treino separado, Renê Júnior aciona Corinthians na Justiça

Compartilhe

O Corinthians ganhou um motivo para se preocupar fora de campo. Renê Júnior entrou com um processo milionário contra o clube, pedindo R$ 8,3 milhões por atrasos e até mesmo assédio moral. Segundo informações do “Globo Esporte”, o jogador alega não ter recebido 29 cotas do FGTS, totalizando a quantia de R$ 620 mil. Ainda há uma reclamação pelo não pagamento de parte do salário.

Com relação ao assédio moral, o atleta cita as três cirurgias no joelho que foi submetido durante sua passagem pelo CT Joaquim Gava. A primeira veio com três meses de clube. Um mês após a recuperação, uma nova lesão. Foram mais cinco meses afastado para voltar. No entanto, sentiu dores e teve que passar por outra intervenção cirúrgica.

Esses problemas o tiraram de campo por 466 dias e, mesmo após o retorno e conseguir conquistar seu espaço, Renê foi emprestado ao Coritiba. O que piorou a situação foi que o Corinthians não pagou integralmente seu salário durante o repasse, como foi prometido. 

João Felix

Contratado em 2018, Renê Júnior fez apenas 13 partidas pelo Timão e marcou um gol. Por lidar com frequentes lesões, o jogador conseguiu conquistar a titularidade, mas não se firmar durante muito tempo na equipe. 

Em destaque